Botões

Dolores


Doce, gentil, e extremamente gagá! Essa é a Dolores!
Dona de casa, dedicada esposa fiel e avó muito carinhosa. Esse é o pilar de Irineu: a doce dona Dolores. Com sua paciência que compensa pelo marido, Dolores é a típica avó: mantém a casa um trinco, tem seu cheiro peculiar e sempre tem doce ou bala!
Capaz de fazer de tudo para alegrar o seu neto, Piliguinha, Dolores é uma avó coruja. Mas com sua idade já avançada, dona Dolores traz consigo alguns atravancos.
Extremamente gagá, com uma audição sériamente comprometida, catarata, miopia e astigmatismo, e uma pitada de Alzheimer como a cereja do bolo, Dolores se vê perdida e lenta em diversos momentos. Cabe então ao Vovô Irineu testar sua (im)paciência e seu carisma no convívio com este ser especial.
Dolores foi criada do nada. Ela simplesmente surgiu quando eu pensei em bolar uma história para o Vovô Irineu, pois, pra mim, não faz sentido um velhinho ranzinza se não houver uma velhinha doce como o contraste.
Dolores não foi baseada em ninguém conhecida. É somente mais um estereótipo que surgiu quando eu brincava com minha própria voz.
Eu sempre fiz uma voz de velha, desde a infância. E isso facilitou. Claro que com o tempo foi melhorando, mas, pode-se dizer que a criação de Dolores é fruto de uma infância serelepe e pimposa que eu tive.

Nenhum comentário:

Postar um comentário